• Carlos Sobreiro

Grande Porto: aventura e desporto na Natureza

Correr, caminhar, pedalar, escalar, passear e até andar de baloiço no meio das montanhas são alguns prazeres de ar livre que os arredores verdejantes da cidade do Porto proporcionam. O desporto de aventura tem cada vez mais adeptos... e mais lugares onde o praticar. A tendência de baloiçar em lugares fotogénicos parece ter vindo para ficar. Perto da cidade do Porto já são quase uma dezena, e tanto surgem no topo de uma serra, como ao pé de um espelho de água, como é o caso do BALOIÇO DE CANELAS, na Serra de Negrelos, em Vila Nova de Gaia. A estrutura faz parte de um trilho recuperado que valoriza o património natural, histórico e cultural de Canelas, com destaque para as antigas pedreiras da serra. Foi próximo do espelho de água de uma das pedreiras que o ADC Santa Isabel Trail & Running, um grupo de amigos que organiza caminhadas e circuitos de trail, decidiu instalar o baloiço, ao qual se chega partindo do coreto de Canelas, e seguindo as fitas rosa que pontuam este percurso de 5 kms. Já na Trofa é mesmo dentro de água que se encontra o BALOIÇO DA AZENHA. Banhado pelo Rio Ave, este peculiar baloiço junto à Azenha da Portela foi a tentativa de um grupo de amigos para sensibilizar a população para a necessidade de cuidar do rio. Ainda na Trofa descobrem-se os baloiços da FORMIGA, no Monte da Encosta de Alvarelhos, e do MECO DA GUERRA, em São Martinho de Bougado. Ambos com vistas largas sobre a malha urbana trofense. Em Vale de Cambra, o BALOIÇO DE VILAR, junto à Poça dos Cravos e à Cadeira do Rei, duas formações naturais encontradas em rochas, saiu das mãos de um pai e de um filho, e quem nele se senta consegue avistar Aveiro, a sua ria e até o Porto. Visão igualmente abrangente é aquela que se tem do BALOIÇO DE LORDELO, em Paredes, cuja paisagem se estende desde o mar à Serra do Marão, e do BALOIÇO DA PALMA, em Arouca. Instalado no Parque de Merendas da Palma, no Lugar de Fuste, este assento panorâmico tem como cenário o vale de Moldes e as serranias no horizonte. Diferente perspetiva apresenta o BALOIÇO DO PARQUE DE LAZER DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO, em Santo Tirso. Embrenhado na floresta, a estrutura encontra-se nas imediações da Basílica de Nossa Senhora da Assunção e convida a um balanço mais meditativo.

GONDOMAR: PASSEIOS JUNTO ÀS ÁGUAS Moinhos, represas e linhas de água acompanham quem percorre o PR1 GDM – LINHA DE MIDÕES E OS MOINHOS DE JANCIDO, em Gondomar, com 5,4 kms. Decalca a antiga linha de caminho de ferro por onde circulavam os vagões que transportavam carvão desde a mina de Midões até à foz do rio Sousa, e tem como principal atrativo oito moinhos recuperados. Já em Gaia, a sugestão passa por conhecer a MARGINAL RIBEIRINHA, entre a Rua Cabo Simão, em Santa Marinha, e o Cais do Esteiro, em Avintes.

O trajeto de 7 kms faz-se sempre ao lado do Rio Douro. Na Póvoa de Varzim é o mar que dá frescura ao novo PASSADIÇO NORTE, com 8 kms, do campo de futebol de Aguçadoura até ao limite do concelho com Esposende. Percorrê-lo dá direito a ver riachos, moinhos de vento e os típicos campos masseira.

VALONGO: AVENTURAS NAS SERRAS Não é por acaso que Valongo carrega o título de Capital do Desporto Outdoor. Recentemente, o concelho inaugurou o seu Centro de Escalada, composto por três maciços rochosos naturais, com cerca de 40 vias de acesso, permitindo a prática de escalada, com diferentes graus de dificuldade. Uma sugestão que se junta assim ao Circuito de Percursos Equestres, ao Centro de BTT, ao Centro de Trail Running e ao Circuito da Contemplação, que percorre 30 kms pelas serras de Santa Justa, Pias e Quintarei, com três baloiços e três tronos.

RIO PAIVA: O DESTINO DOS AVENTUREIROS Vencer os Passadiços do Paiva, conhecer os 41 geossítios do Arouca Geopark, trilhar os percursos pedestres e, mais recentemente, percorrer a ponte pedonal 516 Arouca, que fica 175 metros acima do Rio Paiva, são algumas das atividades ao ar livre que o concelho de Arouca convida a fazer.


in evasoes.pt

0 visualização