Taxa turística diária para entrar em Veneza adiada para 2023

Em 2021, Veneza anunciou que os viajantes só poderiam visitar a cidade depois de reservarem online os seus bilhetes, que são válidos apenas por um dia, com o objetivo de limitar o número de entradas na cidade. Agora, a Câmara Municipal de Veneza anunciou que o valor

deverá ser pago pelos visitantes apenas a partir de 16 de janeiro de 2023.

“O objetivo é desestimular o turismo de um dia, o turismo de atropelamento, que chega num dia e sai no mesmo dia, causando cansaço e stress na cidade, e incentivar o turismo mais lento”, explicou Simone Venturini, vereadora do turismo.

Esta está entre uma série de medidas que as autoridades aprovaram na esperança de reduzir as 100.000 pessoas que passeiam pelos canais sinuosos e praças históricas da cidade todos os dias. O congestionamento tornou-se tão grave que o Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO considerou adicionar Veneza à sua lista de patrimônios ameaçados em extinção.

No ano passado, Itália também decidiu proibir os grandes navios na lagoa de Veneza para preservar a zona histórica, considerada, pela UNESCO, como Património Mundial da Humanidade. A medida, que proibiu a entrada de navios com mais de 25.000 toneladas no Canal de Giudecca, entrou em vigor no dia 1 de agosto de 2022.

A nova taxa turística diária terá valores variáveis, de acordo com o Travel and Leisure. Na época baixa, o valor da taxa deverá rondar os 3 euros e na época alta poderá chegar aos 10 euros.



O plano é que os turistas, que visitam a cidade apenas por um dia, façam uma reserva para entrar em Veneza através de uma APP. A Câmara Municipal de Veneza disse que a aplicação de reserva e o sistema de pagamento online começarão a funcionar em janeiro de 2023.

in tnews

30 visualizações